Explorer

O Oyster Perpetual Explorer incorpora o espírito de aventura e a perseverança que culminam em façanhas.

Em 29 de maio de 1953, Sir Edmund Hillary e o xerpa Tensing Norgay foram os primeiros a alcançar o pico do Everest, a 8.848 metros de altitude. A expedição britânica ao Topo do Mundo da qual faziam parte os dois homens estava equipada com cronômetros Oyster Perpetual. Esta excepcional aventura humana consolidou ainda mais o renome dos relógios Rolex. Lançado em 1953 depois da primeira ascensão ao mais alto pico do mundo, o Oyster Perpetual Explorer celebra a coragem e a determinação dos exploradores mais intrépidos.

O MUNDO COMO LABORATÓRIO

O Explorer simboliza a relação privilegiada que une a Rolex e o mundo da exploração. Com efeito, já nos anos 1930, a marca equipou com relógios Oyster inúmeras expedições ao Himalaia. Essa abordagem pioneira ilustra seu desejo de utilizar o mundo como um laboratório para testar seus relógios em condições reais, a fim de aprimorá-los continuamente. Dessa maneira, as observações recolhidas junto aos integrantes dessas diversas expedições têm uma influência direta sobre a evolução de seus relógios, com o objetivo de dar-lhes precisão e robustez cada vez maiores.

TRADIÇÃO E EVOLUÇÃO

O Explorer jamais deixou de evoluir, sempre integrando as sucessivas inovações técnicas da Rolex, entre as quais a espiral Parachrom e o sistema de absorção de choques Paraflex de alto desempenho. Em 2021, ele retoma o tamanho da versão original, lançada em 1953: sua caixa, redesenhada e acompanhada de uma pulseira redimensionada, exibe novamente um diâmetro de 36 mm, depois de ter sido ampliada para 39 mm em 2010. Apurado e contrastante, seu mostrador preto, agora laqueado, oferece sempre uma grande legibilidade em quaisquer circunstâncias. Mesmo em ambientes privados de luz, ele é perfeitamente legível graças à exibição Chromalight: os indicadores, os algarismos 3, 6 e 9, emblemáticos, e os ponteiros são preenchidos ou cobertos com um material luminescente de longa duração (cor de emissão azul), que reflete por um tempo até duas vezes maior que o dos materiais fosforescentes convencionais. Essa exibição foi aprimorada ainda mais: a partir de 2021, a intensidade da luz azul emitida se mantém por muito mais tempo.



O EXPLORER, CERTIFICADO COMO CRONÔMETRO SUPERLATIVO

Como todos os relógios Rolex, o Explorer recebe a certificação Cronômetro Superlativo, redefinida pela Rolex em 2015. Este título exclusivo atesta que cada relógio que sai das oficinas da marca passou com sucesso por uma série de testes conduzidos pela Rolex em seus próprios laboratórios e segundo seus próprios critérios. Estes testes de certificação são realizados no relógio completo, com o mecanismo já encaixado, para garantir um desempenho superlativo no pulso em matéria de precisão, impermeabilidade, corda automática e autonomia. O status de Cronômetro Superlativo é simbolizado pelo selo verde presente em cada relógio Rolex, e é acompanhado de uma garantia internacional de cinco anos.

A precisão de cada mecanismo — oficialmente certificado como Cronômetro pelo Contrôle Officiel Suisse des Chronomètres (COSC) — é novamente testada pela Rolex após o encaixe para atender a critérios muito mais rigorosos do que aqueles da certificação oficial. A precisão de um Cronômetro Superlativo Rolex é, assim, da ordem de −2/+2 segundos por dia — o desvio tolerado pela marca para um relógio finalizado é muito inferior àquele admitido pelo COSC para a certificação oficial apenas do mecanismo.

Realizada graças a um equipamento de alta tecnologia especialmente desenvolvido pela Rolex e conforme uma metodologia exclusiva que simula condições reais de uso, mais representativas da experiência cotidiana do cliente, a cadeia de testes de certificação Cronômetro Superlativo, inteiramente automatizada, permite controlar além disso a impermeabilidade, a corda automática e a reserva de andamento de 100% dos relógios Rolex. Esses controles após o encaixe vêm sistematicamente completar os testes de qualificação realizados por ocasião da concepção e da fabricação dos relógios para garantir sua confiabilidade, sua robustez e sua resistência aos campos magnéticos e aos choques.


CAIXA OYSTER, SÍMBOLO DE IMPERMEABILIDADE

A caixa Oyster do Explorer, com diâmetro de 36 mm e impermeabilidade garantida até 100 metros de profundidade, é um exemplo de robustez e de confiabilidade. Sua carrura é trabalhada em um bloco maciço de aço Oystersteel, uma liga particularmente resistente à corrosão. O fundo com caneluras finas é rosqueado hermeticamente, graças a uma ferramenta especial; dessa forma, apenas os relojoeiros habilitados pela Rolex podem ter acesso ao mecanismo. A coroa Twinlock, equipada com um sistema de dupla impermeabilidade, é firmemente rosqueada à caixa. O vidro é de safira praticamente à prova de arranhões. Totalmente impermeável, a caixa Oyster do Explorer protege de maneira otimizada o mecanismo que ela abriga.


CALIBRE PERPETUAL 3230

O Explorer é equipado com o calibre 3230, um mecanismo mecânico de corda automática inteiramente desenvolvido e manufaturado pela Rolex. Condensado de tecnologia, este mecanismo foi objeto de vários depósitos de patentes. Ele oferece altos desempenhos em matéria de precisão, autonomia, resistência a choques e a campos magnéticos, confiabilidade e conforto durante o uso.

O oscilador do calibre 3230 é dotado de uma grande roda de balanço com momento de inércia variável, ajustada de maneira extremamente precisa por meio de porcas Microstella de ouro. Ele é firmemente sustentado por uma ponte transversal de altura regulável, que permite um posicionamento muito estável, a fim de aumentar a resistência aos choques. Além disso, o oscilador é montado sobre o sistema de absorção de choques Paraflex de alto desempenho, desenvolvido e patenteado pela Rolex.

O calibre 3230 contém uma versão otimizada da espiral Parachrom azul, fabricada pela Rolex em uma liga paramagnética. Além de ser insensível aos campos magnéticos, essa espiral apresenta uma grande estabilidade diante das variações de temperatura e permanece até dez vezes mais precisa que uma espiral tradicional em caso de choques. Ela é munida de uma curva terminal Rolex, que assegura a regularidade de funcionamento em todas as posições.

Esse mecanismo conta com o escape Chronergy, fabricado em níquel-fósforo e patenteado pela Rolex. Combinando um alto rendimento energético com uma grande segurança de funcionamento, este escape é, além disso, insensível aos campos magnéticos.

O calibre 3230 é munido de um módulo de corda automática através de rotor Perpetual, o que garante uma armação contínua da mola do tambor, fornecendo assim uma energia constante graças aos movimentos do pulso. Ele possui uma reserva de corda de aproximadamente 70 horas, graças à arquitetura de seu tambor e ao rendimento superior de seu escape.

Acessível unicamente para relojoeiros habilitados pela Rolex, o mecanismo do Explorer tem acabamento apurado, refletindo as exigências extremamente rigorosas da marca em matéria de qualidade.

PULSEIRA E FECHO: SEGURANÇA E CONFORTO

O Explorer vem com uma pulseira Oyster de três fileiras. Essa pulseira é equipada com um fecho de segurança Oysterlock, concebido e patenteado pela Rolex, que previne qualquer abertura involuntária. Além disso, ela dispõe do sistema de extensão rápida Easylink, desenvolvido pela marca, que permite ajustar facilmente seu comprimento em cerca de 5 mm, proporcionando maior conforto em quaisquer circunstâncias. Um sistema de fixação invisível oferece uma perfeita continuidade visual entre a pulseira e a caixa.

Modelo

Conteúdo relacionado